Parecer ou Ser = quais são as diferenças e consequencias para o meu negócio?

Dizem por aí que papel aceita tudo. Na modernidade, quem aceita tudo que se escreve são redes sociais. Lá você cria o seu perfil e o da sua empresa ou pode também criar personagens e ideais de empresas. E aí? Quais são as diferenças entre esses dois universos o parecer e o ser? Qual caminho devo tomar? Quais são as consequencias de cada escolha?

As Redes Sociais tornaram-se palcos de vidas e projetos que deveriam ser exemplos, sinônimos de sucesso. Invejados por muitos, talvez mil ou até milhões. A proposta da redes passou a ser mais: “o que eu queria ser”, do que “o que realmente eu sou”. O egocentrismo, a vontade de se destacar ou até mesmo de ser aceito por um determinado grupo, tornou as páginas que eram para apresentar uma história de vida verdadeira, a contar historia de personagens criados a partir de um desejo interior. E isso ainda não parou.

Com o surgimento das fanpages (páginas voltadas para empresas), onde os empresários deveriam utilizar para apresentar os seus negócios, produtos e serviços começou-se a criar fanpages de locais, produtos e serviços inexistentes ou imaginados, sonhados e desejados. Muitas vezes, nem é para enganar os consumidores, mas nessa atitude de valorizar o ponto/ produto / serviço, caímos em um buraco que muitas vezes não tem volta.

A verdade é que, ao invés de querer parecer, o importante realmente é ser. Isso ajudará no seu dia a dia pois, reduzirá o stress, tempo e dinheiro para manter aparências. O seu público final irá até a sua loja ou fanpage porque se identifica com o seu produto ou serviço, porque de alguma forma ele se sentiu atraído pelo que foi divulgado ou apresentado. E não tem nada mais frustrante do que esperar um tipo de produto/serviço e receber outro. E isso impacta diretamente nas suas vendas e imagem na internet. As pessoas podem consumir apenas uma vez e seu nome ficar manchado pro resto da vida.

Se você vende arroz com feijão preocupe-se em ter um excelente arroz e feijão. Preocupe-se na qualidade dos grãos, na apresentação, em mante-los quentinhos, no tipo de tempero e como vai chegar até seu cliente. Capricho e atenção é o melhor que você pode fazer para as suas vendas sempre manterem constantes e boas.

Mas, por favor, nas redes sociais não apresente fotos de arroz e feijão da internet, muito menos, diga que o tempero é internacional, se você só usa sal com alho. Valorize o que tem de bom e que é verdadeiro, pois quem gosta de arroz e feijão bem feitinho não vai parar de comprar com você. Assuma o que é a sua empresa e se esforce para fazer o melhor por ela. Estou dizendo para querer sempre o melhor e fazer acontecer, mas idealizar e não colocar em prática, falar mentira com o seu consumidor só atrai dor de cabeça.

Nas redes sociais para receber um elogio, você precisa se esforçar muito. Mas, para uma única crítica, uma coisa que sai fora do previsto ou que não atende as expectativas já é o suficiente para ter consequências desproporcionais. Rever uma imagem negativa é 100x pior. Tudo começa a se potencializar e nas redes sociais, que o consumidor fala para muitas pessoas, basta um toque na tela e uma estrelinha ou um unlike com um comentário, para fazer a vida da sua empresa mudar.

Por isso, seja mais SER e deixe de lado o PARECER, pois o último pode até ficar bonito na rede, mas aceitar o seu SER e deixar seu cliente feliz é o que importa.

Pense nisso!

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

zipercomunicacao@gmail.com

+55 31 99928-0010 (Whatsapp)